terça-feira, 21 de maio de 2019

VIVER COM SEUS MEDOS


O medo é elemento presente na vida animal. Muito mais ainda na vida humana, que carrega consigo um poder elevado de abstração e do imaginário. 
Ele - o medo - pode ser protetor ou perigoso; pode nos defender de situações periclitantes ou nos bloquear os passos na existência por dimensioná-los demasiadamente. 
Viver com nossos medos pode significar reconhecer a importância daqueles medos imprescindíveis (e saudáveis até), e também pode inferir saber encarar aqueles irreais, que assumem incomensurável poder no nosso ser causando agonias, ansiedades e fobias. 
Em síntese, é dessa temática que trata o livro de Chantal Calatayud, psicanalista com formação filosófica e linguística. 
Seguem alguns apontamentos interessantes do livo, os quais aqui ponho como forma de partilha de leitura com vocês:

- O anagrama de MEDO é DOME;
- Observar o ilogismo do estado emocional para dominá-lo, saber lidar com ele;
- Para viver de maneira inteligente com os seus medos, é importante se colocar logo de início na pele da criança que já fomos um dia;
- Elemento fobógeno (aquele que causa fobia);
- O objeto da angústia é originalmente mais virtual do que real;
- O pertencimento a um grupo nos é necessário;
- Se autodesculpabilizar pertence ao conjunto das grandes resoluções salvadoras;
- A partir do instante em que as nossas ações tem uma amplitude simbólica altruísta, não há nada mais a temer na vida;
- Todo ser humano deve se dedicar ao máximo no desenvolvimento de suas potencialidades;
- Otimizar a vida requer uma desprogramação das nossas imaginações negativas;
- O otimismo é criador!
- "O que eu temo acontece comigo";
- Uma certa filosofia: dar-se ao luxo das condições do nosso devir para sublimar os nossos medos e debochar deles;
- Nossos fantasmas são o resultado das nossas hesitações em tomar decisões e assumir responsabilidades;
- O imobilismo provoca angústia;
- O essencial é aprender a questionar o medo;
- O sonho é fator de equilíbrio para todo mundo;
- O homem é a expressão de sua crença.

Um comentário: